As crianças censuradas

13 de junho de 2022, 14:57

Esta foto, de um vídeo mostrado pelo Fantástico ontem, foi censurada pelo Face Book. Uma imagem em movimento, sobre a convivência do jornalista Dom Phillips e o indigenista Bruno Pereira com povos isolados da Amazônia, pode ser vista sem restrições em horário em que crianças e adolescentes estão vendo TV.

Foi o que se assistiu no programa da Globo. Mas a imagem não pode ser reproduzida e vista parada num perfil do Face Book. Porque aí fica imoral.

Sei que sempre foi assim, mas agora não deveria ser. Essa imagem deveria ser vista por todos, no momento em que indígenas são cada vez mais perseguidos pelo bolsonarismo, para que suas terras sejam tomadas por garimpeiros, bandidos e mineradoras, o que no fim é tudo a mesma coisa. Todos os que invadem, exploram e degradam terras protegidas são bandidos.

O Face Book bloqueou um texto que compartilhei no meu perfil porque a foto atenta contra os bons costumes. O Face Book, que publica todo tipo de bandalheira do bolsonarismo armamentista, censura indígenas isolados do Vale do Javari porque talvez sejam considerados impuros e indecentes.

O Face Book, que não censura os poderosos, impediu a publicação da foto e do link para o texto no meu blog, porque todos esses esquemas de dominação pregam falsos moralismos. Robôs programados por humanos censuram tudo que for seio, bunda e tico. E a bunda que aparece na foto é de uma criança.

Os robôs do Face Book estão a serviço dos controles na rede, para que nada escape do poder do dinheiro e do poder do fascismo.

Os robôs burros do Face Book, programados por humanos, não deveriam censurar os indígenas que eram protegidos por Bruno e Dom. Mas aí não seriam robôs burros do Face Book.

Escrito por:

Moisés Mendes é jornalista de Porto Alegre e escreve no blogdomoisesmendes. É autor de ‘Todos querem ser Mujica’ (Editora Diadorim). Foi editor de economia, editor especial e colunista de Zero Hora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *